30 dezembro 2010

FELIZ 2.011 / HAPPY 2.011!


Para você ganhar belíssimo Ano Novo

cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)


Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Receita de ano novo - Carlos Drummond de Andrade


To get a wonderful New Year
in the color of the rainbow, or the color of your peace,
 ANew Year without any comparison with the time already lived
(Barely lived or perhaps meaningless)
you get for one year
not only repainted, botched careers,
but again the seed of coming into being;
new even in the heart of things less noticeable
(Starting from the inside)
new, spontaneous, that's so perfect and can be seen,
but he eats, whether walking,
you love, you understand, if it works,
you do not need to drink champagne or any other booze
need not send or receive messages
(a plant receives messages?
do it reply telegrams?)

No need to do list of good intentions
to file them into the drawer.
No need to cry sorry
the consummate nonsense
not believe silly
that hope comes with a law
from January things will change
and it will be all clarity, reward,
justice among men and nations,
freedom with smell and taste of bread in the morning,
rights respected, starting
for  the absolute right to live.

To get a New Year
worthing the name,
you, my dear, you have to earn it,
has to do it again, I know it's not easy,
but try, try, consciously.
It is within you that the New Year
dozing and waiting ever since.

Recipe for New Year - Carlos Drummond de Andrade


um ano novo delicioso para todos os amigos
do jeitinho que vocês quiserem!

beijos
maria{SS}

a happy new year to all friends
the exactly way you dream about it!
kisses

maria{SS}

26 dezembro 2010

canto integral do amor - JG de Araujo Jorge


Cegos os olhos, continuarias de qualquer forma,. presente,
surdos os ouvidos, e tua voz seria ainda a minha música,
e eu muda, ainda assim, seriam tuas as minhas palavras.

Sem pés, te alcançaria a arrastar-me como as águas,
sem braços, te envolveria invisível, como a aragem,
sem sentidos, te sentiria recolhido ao coração como
o rumor do oceano nas grutas e nas conchas.

Sem coração, circularias como a cor em meu sangue,
e sem corpo, estarias nas formas do pensamento
como o perfume no ar.

E eu morta, ainda assim por certo te encontrarias
no arbusto que tivesse suas raizes em meu ser,
- e a flor que desabrochasse murmuraria teu nome.

canto integral do amor - JG de Araujo Jorge

Amadíssimo Senhor

mais um mesário para celebrar esse amor infinito...
minha boca só sabe dizer:
sou SUA, LHE amo, LHE adoro, LHE desejo e para sempre!

beijos doces carregadinhos do sabor das festas de fim de ano

SUA maria da luz

15 dezembro 2010

paraíso - David Mourão-Ferreira

 
Deixa ficar comigo a madrugada,
para que a luz do Sol me não constranja.
Numa taça de sombra estilhaçada,
deita sumo de lua e de laranja.

Arranja uma pianola, um disco, um posto,
onde eu ouça o estertor de uma gaivota...
Crepite, em derredor, o mar de Agosto...
E o outro cheiro, o teu, à minha volta!

Depois, podes partir. Só te aconselho
que acendas, para tudo ser perfeito,
à cabeceira a luz do teu joelho,
entre os lençóis o lume do teu peito...

Podes partir. De nada mais preciso
para a minha ilusão do Paraíso.


paraíso - David Mourão-Ferreira

Amadíssimo Senhor

O paraíso está no encontro dos SEUS braços nas minhas costas,
numa palavra sussurada ao meu ouvido: "minha"
num beijo que pousa leve na minha cintura
num sorriso estalado de felicidade no SEU rosto querido
no brilho assanhado dos SEUS olhos
ou simplesmente na lembrança de qualquer gesto SEU...

beijos angelicais

SUA maria da luz

12 dezembro 2010

I carry your heart with me - Edward Estlin Cummings


I carry your heart with me
(i carry it in my heart)
i am never without it
(anywherei go you go, my dear;
and whatever is done by only me
is your doing, my darling)
i fear no fate
(for you are my fate, my sweet)
i want no world
(for beautiful you are my world, my true)
and it's you are whatever a moon has always meant
and whatever a sun will always sing is you

here is the deepest secret nobody knows
(here is the root of the root and the bud of the bud
and the sky of the sky of a tree called life;
which grows higher than the soul can hope or mind can hide)
and this is the wonder that's keeping the stars apart

i carry your heart
(i carry it in my heart)


I carry your heart with me - Edward Estlin Cummings


Carrego seu coração comigo
Eu carrego no meu coração
Nunca estou sem ele

Onde quer que vá, você vai comigo, meu querido
E o que quer que faça
Eu faço por você, meu bem querer

Não temo meu destino
Você é meu destino, meu doce
Eu não quero o mundo por mais belo que seja

Você é meu mundo, minha verdade.

e você é o que a lua sempre significou
e você também foi sempre a canção do sol.

Eis o grande segredo que ninguém sabe.
 
Aqui está a raiz da raiz
O broto do broto e o céu do céu
De uma árvore  chamada vida
Que cresce mais que a alma pode esperar ou a mente pode esconder
essa é a maravlha que mantém as estrelas à distancia

Eu carrego seu coração comigo
Eu lhe carrego no meu coração.

  (tradução livre)
Amadíssimo Senhor

que está aqui, sempre comigo, me encantando!
beijos felizes e naravilhados

SUA maria da luz

26 novembro 2010

porque - Sophia de Mello Breyner Andresen


Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão.
Porque os outros têm medo mas tu não.

Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.

Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.

Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não.

porque - Sophia de Mello Breyner Andresen

Amadíssimo Senhor

Sou feliz sendo SUA
e a minha admiração por SI não tem limites!
Acho-LHE forte, sábio, poderoso...
e humano
(o que me faz muito bem...)

Nesses 67 meses de alegria

obviamente tivemos problemas menores
e de vez em quando, nuvens negras no horizonte
a anunciar tempestades.
Pesadelos que o Senhor procura que eu esqueça
mas que me perseguem implacavelmente,
aliás como qualquer sonho mau ... *sorriso
A gente sabe que são só isso
poeira cósmica ruim que passa no primeiro vento...
mas mesmo assim o coração bate nervoso
 e a respiração falha!

E eu só quero que o ar me falte porque o Senhor me aperte brutalmente  em SEUS braços
e que o meu coração bata descompensadamente de paixão...
esses são os sintomas que quero sentir sempre e eternamente:
amor, desejo, paixão e submissão ao Senhor!

beijos docinhos, celebrando a vida e a SUA coleira

SUA maria da luz

09 novembro 2010

marcar a minha boca... maria de Sir Stephen


Amadíssimo Senhor

Deixa eu marcar a minha boca na SUA virilha de tantos beijos

permite-me acariciá-lo anté não mais sentir os braços de cansaço
e dormir aos SEUS pés feliz e orgulhosa de portar a SUA coleira.

Muito obrigada por mais um mês de coleira!!!


beijos doces e dóceis, brilhantes de felicidade


SUA maria da luz

26 setembro 2010

a boca - Eugénio de Andrade

 
A boca,

onde o fogo
de um verão
muito antigo

cintila,

a boca espera

(que pode uma boca
esperar
senão outra boca?)

espera o ardor
do vento
para ser ave,

e cantar.

a boca - Eugénio de Andrade
Amadíssimo Senhor

a minha boca
plena da primavera
arde pelo SEU beijo
e sorri feliz da lembrança dos beijos de um verão delicioso...

muitos carinhos festivos de um mesário sempre lembrado com submissão e doçura

SUA maria da luz

03 setembro 2010

A Vida - Clarice Lispector

         
Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, 
já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, 
já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, 
já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, 
já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
...
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou,
já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, 
outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, 
já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... 
Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, 
já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. 
Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... 
Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e
sempre foram e serão especiais para mim.

Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.

Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!

Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, 
porque sinceramente sou diferente!

Não sei amar pela metade, 
não sei viver de mentiras, 
não sei voar com os pés no chão.

Sou sempre eu mesma, 
mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!

Gosto dos venenos mais lentos, 
das bebidas mais amargas, 
das drogas mais poderosas, 
das idéias mais insanas, 
dos pensamentos mais complexos, 
dos sentimentos mais fortes.

Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.

(podem) até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:
- E daí?
EU ADORO VOAR!
 
                          A Vida - Clarice Lispector

Amadíssimo Senhor

de quantos penhascos já me atirei só para LHE agradar...
e se o Senhor me empurrar,
vou voar feliz sabendo que estarei com as asas que me deu!
e se outros me atirarem... 
saberei voar porque o Senhor me ensinou!!!
sou assim, obediente, ousada, intensa, inquieta e imperfeita
mas absoluta e perfeitamente submissa ao SEU sorriso,
e meu paraíso é perceber a SUA alegria ao me ver!

beijos radiantes pela SUA volta das férias

SUA maria da luz

26 agosto 2010

Minha respiração se acalma....

Minha respiração se acalma
para sentir o anjo que LHE habita
e submissivamente me ajoelho
para ouvir SEU canto de luz!

FELIZ MESÁRIO! e beijos doces e apaixonados
SUA maria da luz

29 julho 2010

limites do amor - Affonso Romano de Sant'Anna


Condenada estou a te amar
nos meus limites
até que exausta e mais querendo
um amor total, livre das cercas,
me despeça de mim...

O amor não se mede
pela liberdade de se expor nas praças
e bares, em empecilho.
É claro que isto é bom e, às vezes,
sublime.
Mas se ama também de outra forma, incerta,
e este o mistério:

- ilimitado o amor às vezes se limita,
proibido é que o amor às vezes se liberta.
limites do amor - Affonso Romano de Sant'Anna

Amadíssimo Senhor

com todas as minhas limitações
amo-LHE sem limites

beijos infinitos

SUA maria da luz

26 julho 2010

amar-te - Luísa Azevedo


gostava de fazer-te um poema de amar,
fazer um poema para te amar,
de fazer um poema ao amar-te.

porquê amar, amar-te a ti?
porque me amo mais por amar-te,
porque nos amo aos dois?
sim e não,
sim porque amar, é amar-te a ti.
não porque amar-te, não é amar.

porquê perguntar, perguntar-te a ti
e não a mim mesma?
sim e não, pergunto-te?
ontem sim, hoje não,
amanhã talvez?
talvez não ontem, como hoje
e talvez não amanhã.

mas amo amar-te,
e amava puder amar-te mais.

gostei de fazer-te um poema de amar,
fazer um poema para te amar,
um poema ao amar-te.
e ao amar-te, fiz um poema de amar.
e ao te amar, faço um poema para amar-te mais.
amar-te -  Luísa Azevedo


Amadíssimo Senhor

amo-LHE tanto
que as palavras parecem gastas,
insuficientes para  LHE mostrar meu sentimento...
mesmo quando acompanhadas do sorriso
dos olhos brilhantes
do coração aos pulos
da pele arrepiada...
tudo parece pequeno
frente a esse amor que sinto pelo Senhor...
só me resta confiar que na SUA enorme sabedoria
saiba o quanto LHE amo
o quanto LHE respeito
desejo-LHE
admiro-LHE
e me submeto ao Senhor

beijos sempre doces

SUA maria da luz

 tags realizadas pelo SIR STEPHEN

26 junho 2010

é disso feita - Boneca de Trapos

"Quando iniciares a tua viagem para Ítaca, 
deseja que o teu caminho seja longo,
pleno de aventuras, 
pleno de ensinamentos."
Constantino Kavafis (1911)



É disso feita a alma: massa informe
Amalgama ocre e branca
De ideias & ideais.
Misto de abstractos e concretos.

É disso feita
A voz que, em silêncio,
Escreve poemas com pós de estrelas
Ou com areias do deserto chegadas à praia.

Sonhos plantados no sal dos olhos

Solto uma a uma todas as amarras
Solto-me da linha de cabotagem, vela
Livre
Fragata, míriade ou muito mais,
Solitária, em longínqua viagem.

E abraço.te. E clamo o teu nome, Infinito.

E tu chegas. E ofereço-te o pleno do meu corpo.

Sobram nas dunas as letras - todas as letras - como prantos,
E não há vento ou maré vazante capaz de os apagar.

é disso feita - Boneca de Trapos

Amadíssimo Senhor

sou livre quando olho nos astros dos SEUS olhos
e as amarras me prendem os braços e me enfeitiçam a alma...
que vôa para países cheios da SUA música
de alegrias de corpos suados
de palavras de ternura sussuradas
que a outros ouvidos talvez não sejam tão doces quanto para os meus...
sou SUA e sou feliz!

beijos iluminados
carentes de luas crescentes
e de travesseiros mornos...

SUA maria da luz

26 maio 2010

aguarela - Maria, boneca de trapos, inspirada em Rainer Maria Rilke

 
"Quero viver como se o meu tempo fosse ilimitado. (…)

Todas as portas,
E os gonzos a ranger sob a ferrugem
Incontornável
Reequilíbrio entre
A língua
De areia e a borda d’água

E os dentes das colinas

O toque O atlas O ponto
De não retorno

- A geopolítica das emoções -,

Do que me lembro, na época
As bagas amadureciam no felpo manso do sono

Das folhagens Os lírios Os nardos
E os rios,
Juravam, unívocos, aos sete ventos:
Haveriam de se decifrar na própria água ...

Como se o tempo do devir
Nos fosse delimitado por paredes escassas,
Aguarela

Intransponível forma donde
Desse longínquo presente
Se faz passado,

...
Aproprio-me de um linha
Um traço em tudo tão diferente
Um ponto.
Reteso o pescoço
Coluna grega - panteão dos deuses,

A minha saia de brocado,

O murmúrio do caruncho
Nas traves nos contrafortes
O nasalado do vento nos cabelos dos pássaros
O levante dos barros
O recolhimento a ensimesmar-se na contracção
Das coxas ________Efémera a faca com que se degola
A voz da alma. Volta sempre. E por bastas vezes,
e apenas,
somos
aguarela...

Maria, Boneca de Trapos

"Quero me recolher, me retirar das ocupações efémeras.
Mas ouço vozes, vozes benevolentes,
passos que se aproximam e minhas portas se abrem..."
Rainer Maria Rilke

Amadíssimo Senhor

mais um mês de absoluta submissão já se passou
e tão delicioso que parece que voou

Quero viver devagar
e degustar cada instante desse Nosso vínculo tão lindo...

As nuvens cinzentas passam
e o sol do Nossos sentimentos continuam a Nos aquecer:
o Senhor continua a ser a luz dos meus dias
e eu continuo a alegrar os SEUS dias com a luz do meu sorriso
que brota da sinceridade da minha alma tão SUA!

Nosso amor( e... ouso dizer amor) é intenso e verdadeiro!
e ao mesmo tempo fluido
 espalhando a Nossa alegria numa aquarela dos tons da paixão e do deleite...

beijos de todas as cores,
impossíveis de se achar mais doces e mais submissos
e com gostinho de contos de fadas ... de felizes para sempre

SUA maria da luz

08 maio 2010

a vida se tingiu de violeta... - Pablo Neruda


De tanto amor minha vida se tingiu de violeta
e fui de rumo em rumo como as aves cegas
até chegar em tua janela:
tu sentiste um rumor de coração quebrado

E ali da escuridão me levantei a teu peito,
sem ser e sem saber fui à torre do trigo,
surgi para viver entre tuas mãos,
me levantei do mar a tua alegria.

Ninguém pode contar o que te devo, é lúcido
o que te devo, amor, é como uma raiz
natal de Araucânia, o que te devo, amado

É sem dúvida estrelado tudo o que te devo,
é o que te devo é como o poço de uma zona silvestre
onde guardou o tempo relâmpagos errantes.

violeta - Pablo Neruda


Amado Sir Stephen

a quem tanto devo
nessa minha vida intensa e apaixonada
a quem devo esse sorriso largo
essa pele que arrepia de emoção
as lágrimas de alegria
os olhos estrelados
e a unidade do desejo...

beijos doces e com perfume de madressilvas

SUA maria da luz

26 abril 2010

Cântico dos Cânticos - Ah, beija-me...

 
- Ah! Beija-me com os beijos de tua boca!
Porque os teus amores são mais deliciosos que o vinho,     
e suave é a fragrância de teus perfumes;
o teu nome é como um perfume derramado:
por isto amam-te as jovens.   
 
Arrasta-me após ti; corramos!
...Exultaremos de alegria e de júbilo em ti.
Tuas carícias nos inebriarão mais que o vinho.
Quanta razão há de te amar!   
 
Sou morena, mas sou bela...
como as tendas de Cedar, como os pavilhões de Salomão.     
Não repareis em minha tez morena,
pois fui queimada pelo sol.
 
Dize-me, ó tu, que meu coração ama,
 onde apascentas o teu rebanho,
onde o levas a repousar ao meio-dia,
para que eu não ande vagueando
junto aos rebanhos dos teus companheiros.

Cântico dos Cânticos

Amadíssimo Senhor

Muito obrigada!!!
por essa coleira que ostento há 5 anos com submissão, amor, respeito e desejo!!!
beija-me e abrace-me como da primeira vez que Nos encontremos
para festejarmos a alegria que sinto
em saber que meu lugar é aí,
aos SEUS pés, iluminando a SUA sombra...

beijos muito felizes

SUA maria da luz

Cântico dos Cânticos - O perfume...


O perfume do meu corpo
vai atrás do meu amado
aonde quer que vá.
Quando descansa entre meus seios,
ele é para mim uma porção de lavanda,
um punhado de ervas aromáticas.

Cântico dos Cânticos

Amadíssimo Senhor

Guardo sempre comigo o SEU perfume,
a textura da SUA pele
o som da SUA voz
o brilho dos SEUS olhos
o Senhor está comigo aonde quer que eu vá...
e posso sentir o arrepio de desejo
e a ternura quando acaricia meus cabelos...

beijos perfumados

SUA maria da luz

Cântico dos Cânticos - Que belo és, amor!


Que belo és, amor!
Que prazer!
No campo temos estendido nossa cama,
os ramos dos ciprestes são nosso telhado
e os cedros são as colunas de nossa casa.

Eu durmo, mas meu coração vela
Atento ao chamado de sua voz.
Sonho que meu amado bate em minha porta:
“Abre, irmã, amada, pomba, minha perfeita,
Que tenho o meu cabelo umedecido de orvalho
e a cabeça encharcada de sereno”.

Já me despi da túnica,
vou vesti-la de novo?
Já lavei os pés,

vou sujá-los de novo?
Meu amado põe sua mão na fenda da porta
e me estremecem as entranhas.
Minhas mãos gotejam mirra.
Levanto-me para abrir,
mas ele já não está.
Minha alma sai atrás dele,
eu o busco,
mas ele já foi embora,
chamo
e não responde.

Cãntico dos Cânticos

Amadíssimo Senhor

Meu coração vela SEU sono todas as noites com extremo amor...
e nos meus sonhos, está sempre a me estremecer as entranhas...
sou feliz assim, acordada ou dormindo...
e aonde quer que esteja
pois sei que também cuida de mim

beijos doces

SUA maria da luz

Cântico dos Cânticos - Todo desejável...


Meu amado é forte e corajoso,
Destaca-se entre os milhares.
Em sua cabeça refulgem cabelos negríssimos.
Seus olhos brilham como pombas
Recém-banhadas no leite,
Descansando junto a um rio;
suas faces são um jardim aromático
e seus lábios são flores.
Suas mãos parecem talhas de ourives
e seu ventre, marfim orlado de safiras.
Suas pernas são colunas torneadas com mármore;
é esbelto como um cedro.
Seu falar é doce e ele todo é desejável.
Assim é o meu querido...
assim é o meu amado.

Cãntico dos Cãnticos

Amadíssimo Senhor

Todo desejável...
assim é o meu amado...
assim é o meu querido...
assim é o meu Senhor!

beijos iluminados de desejo

SUa maria

Cântico dos Cânticos - Grava-me sobre o teu coração...


Grava-me sobre o teu coração, como uma tatuagem;
Põe-me como um selo sobre o teu braço,
Pois o amor é forte como a morte
E o ciúme, cruel como o inferno.
Não podem apagar o amor rios nem oceanos
E se, com suas riquezas, alguém tentasse comprá-lo,
seria objeto de zombaria e desprezo.

Cântico dos Cânticos

Adoradíssimo Senhor

Está gravado no meu coração,
no meu corpo
 e na minha alma...
para mais de uma eternidade!!!

beijos entregues, demorados, doces, apaixonados
de contos de fadas...
de felizes para sempre

SUA maria da luz

23 abril 2010

FELIZ ANIVERSÁRIO, Amadíssimo SIR STEPHEN!


hoje o céu tem mais estrelas
e a lua brilha mais cintilante
o sol é mais quente e doce
e o firmamento guarda o rosa da aurora durante o dia inteiro

os passarinhos cantam mais alegremente
e as andorinhas ensaiam novas danças em todas as janelas

as folhas ensaiam novos sussurros ao sabor da brisa
que tem o cheiro do alecrim e da madressilva
as rosas se desdobram em cores e perfumes

o mar bate suavemente o SEU nome com alegria
e o rio Tejo parece maior e mais dourado
e as cidades parecem presépios  na outra margem

tudo é festa
porque hj é um dia encantado
o aniversário do Senhor mais perfeito de todos os Universos
e para Ele
eu me ajoelho carregadinha de devoção
com os olhos brilhando de alegria
e o sorriso resplandescente da felicidade de portar a coleira Dele
para LHE desejar bem alto:

-FELIZ ANIVERSÁRIO, meu Dono querido!
desejo-LHE todos os prazeres, luxos e alegrias  nesse novo ano de vida!!!
e que eu possa continuar a ter a honra de portar a SUa deliciosa coleira...

mil beijos de mel, submissão, amor, alegria e desejo

SUA maria da luz

03 abril 2010

lembro dos Nossos momentos... - Cacau

 
Lembro de nossos momentos
De sua pele quente e envolvente
Da forma como tocavas meus cabelos
Lenta e sensualmente.
Momentos que ainda estão presentes
Dentro do meu corpo,
Em cada poro que tocastes
Com tuas mãos
E teus dedos ágeis
Desenhavas em mim
Cí­rculos de prazer
Envolvendo meu corpo
Em uma torrente de eletricidade
Sinto,
Como se ainda hoje sentisse...
O toque de tua lí­ngua quente
Sob minha pele morna
E da forma como seu ser
Apossavas-te do meu
éramos como siameses
Um só coração,
Um só espírito,
éramos um só...

Cacau
Amadíssimo Senhor
 
O Senhor é Dono absoluto de mim
e de todas as gulas que tenho e delícias que eu possa sentir.
Que nessa Páscoa tão mágica,
todos os Nossos momentos felizes sejam lembrados
e que o Nosso vínculo renasça a cada dia mais forte e mais bonito.

Muito obrigada por essa coleira que me deu e que ostento com tanta alegria!

beijos achocolatados, divertidos, felizes

SUA maria da luz