03 outubro 2007

das chuvas - Al Chaer

vai chover
eu sei

e não é porque estamos na primavera
não

é que nestes dias de vigília
o cerrado espera
pela nudez verde das terras arrepiadas

para a distração do desejo
não bastam palavras cruzadas
ou paciência
ou videogames

as brisas são meu brinquedo
neste ludismo de
excitar meus troncos
ventania vendaval ciclone furacão

a chuva já está formada
na minha língua

para dizer do teu corpo
todas as palavras
molhadas
que precipitarão em mim
poesia-Al Chaer
ilustração SofiaSub
http://poesiaempostais.blogspot.com/



2 comentários:

U Ó Mãe Que Dava Pulos disse...

Se vai chover, o teu corpo molhado será e nele teu senhor sacierá a sua sede. Dele se alimentará até nos pensamentos. E por fim deixará para ti as migalhas deo pão abençoado.
Como deve ser belo o teu corpo molhado!

Sir Stephen e SUA maria{SS} disse...

muito obrigada mais uma vez!
vc escreve muito bem...
comentário poético,... lindo... sensível...
pena que escreve assim para todas...

maria{SS}