15 fevereiro 2009

todas as cartas de amor são ridículas - Álvaro de Campos (Fernando Pessoa)


Todas as cartas de amor são Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)

Álvaro de Campos - Todas as Cartas de Amor são Ridículas

Adoradíssimo Senhor

eu sou ridiculamente feliz
porque sou absolutamente submissa
e completa e apaixonadamente SUA!

beijos doces com vontade de poltronas entornadas
e chuva batendo na vidraça

SUA maria da luz

4 comentários:

{ÍsisdoEgito}JZ disse...

O que seria do homem e da mulher, se em algum momento de nossa vida, não fossemos ridiculos e apaixonados???!!!

Beijos carinhosos

{ÍsisdoEgito}JZ

Sir Stephen e SUA maria{SS} disse...

querida {ÍsisdoEgito}JZ
é isso aí, sem medo de ser ridícula, sem medo de ser feliz...
beijos e mais beijos

maria{SS}

Licia disse...

Moça gentil,
Deixou-me com saudades nesses tempos em q tirou ferias,vejo porem que foram ferias maganificas.
voltou mais bonita e muito mais iluminada,seriam as gotas da chuva que batiam na vidraça que refletiam o brilho de seus olhos?

beijos
De

Sir Stephen e SUA maria{SS} disse...

querida licia

as gotas de chuva fizeram a melodia para encantar mais ainda tardes de amor...
beijos doces

maria{SS}