26 agosto 2008

acende a chama - Letícia Marques


Acende a chama
Labareda insensata
Do sentimento
Verte sobre o vento
As carícias torturantes
Do amor descontrolado...
despudorado
Entrega-TE ao insano
Desliga-TE do real
Viaja no nada
Do amor proibido
louco
improvável
Corre que o calor insuportável
Arde e queima
A cidade inteira
Rompe o dia
Incendeia o mar
Dos delírios trôpegos
Dos que querem
Apenas amar!

Letícia Marques


Amadíssimo Senhor

Venha, Senhor... por favor,
que o fogo do desejo e da paixão me queima
mais que a cera das velas que derrama em mim...

beijos ardentes

SUA maria

2 comentários:

NasexMa disse...

Adoraria aprender
a trançar a corda pelo corpo
e envolver cada pedaço com nós...
Deixar a vela gotejar,
tocar os lábios de minha escrava
e em desespero lucido amar...
Cada momento devasso
cada momento novo e despudorado
como se fosse a 1º vez...
Bjos carinhosos
NasexMa

Sir Stephen e SUA maria{SS} disse...

NasexMa queridos

os comentários de vocês são eróticos e poéticos como o próprio blog de vocês...
beijos iluminados

maria{SS}