18 janeiro 2008

ainda na curva dos teus olhos - Paul Eluard


Perfume esparso de um manancial de auroras
abandonado sobre a palha dos astros:
como o dia depende da inocência,
o mundo inteiro depende dos teus olhos
e todo o meu sangue corre no teu olhar.
Paul Eluard
Adorado Senhor

muitos beijos emocionados

SUA maria da luz

2 comentários:

poeta apaixonado disse...

Ela está de pé nas minhas pálpebras
Com os dedos nos meus entrelaçados.
Ela cabe toda em minhas mãos,
Ela tem a cor dos meus olhos
E desaparece na minha sombra
Como uma pedra sobre o céu.

Paul Eluard

poeta apaixonado

Sir Stephen e SUA maria{SS} disse...

poeta apaixonado

que poema lindo e eu não conhecia...
beijos agradecidos

maria{SS}